domingo, 21 de junho de 2009

Perdas

Talvez eu esteja a semana toda tentando me preservar. Ou esteja a semana toda tentando chorar. E eis que estou aqui me achando rídiculo novamente. Pensando sobre o absurdo da vida simples. Só queria dizer que sofri algumas perdas esta semana. E dói tanto dizer isto. Algumas são coisas simples, outras tão doloridas. Mas por que estou falando tanto em perdas? Porque talvez perdi demais. Só posso falar de algo que aconteceu agora, pouco tempo.

Perdi mais um cachorro. E isso não é pouco. Era a Magrela. Ela se foi. Sem ao menos qualquer elaboração minha. Se foi assim como chegou: uma cachorra de rua, sem alarmes, sem surpresas, apareceu, conquistou a todos. E foi. Só foi. Novamente fui eu quem encontrou. Dessa vez doeu menos, pois da última vez foi o Kiko. Doeu a dor de minha mãe. Isso doeu demais. O Kiko era o sonho de minha infância indo embora. A Magrela foi mais uma parte de minhã mãe se indo.

Estou tão triste e não é só por isso. Por tudo. Só por tudo.
Dói a minha solidão. Dói eu mesmo. E essa dor só posso eu encarar.

Trilha Sonara: Carissa's Wierd "September Come Take This Heart Away".

3 comentários:

Thaw disse...

Não tenho muito o que falar, ando com poucas palavras, algumas confusões, coisas de sempre. Mas gostaria que soubesse que eu lí. E que parte de mim ficou triste pela sua perda.

Psicoalcoolista disse...

Valeu pela força Thaw, infelizmente as perdas são assim mesmo: não há palavras que consigam amenizá-las. Porém só o fato de se ter pessoas que possam dizê-las já é algo muito bom.

Anônimo disse...

eu geralmente emudeço. nao sei o que dizer nesses momentos.
acho qualquer frase obsoleta.
mas me solidarizo. mesmo em silencio.
vc parece ser uma pessoa mt sensivel. adoro quem adora caes.
nati.