terça-feira, 20 de dezembro de 2005

O Encontro

e numa noite sem surpresas se foi. o que era pra ser sem alarmes, foi. tudo se foi. todo o vazio se dissipou, toda a porra do que contem nesta merda foi. silencio. não há o que exclamar. dor. a porra da dor. a porra do nada. please. um cigarro que se queima, uma vida q se prolonga nesta curta jornada. um gole nesta cerveja e vai... toda a análise. vai todo pensamento correto, ou querendo ser correto. tudo o que acha que é dele. ou dos outros? sem saber pra onde vai, segue. pra onde? "queria ser a prova de balas". ou ao menos ele queria ser a prova daquilo que o atinge, tão fundo. viajar. sempre foi seu lema. pra onde? ou melhor, para o que? viajar somente no pensamento vale? ah se for assim. sabe que não, que isso não passa de mais uma viagem. mas ja quis que não fosse só uma viagem? não. não quis. então foda-se. dentro de si tudo existe. tudo é possivel. e sabe disso. então, vai. como desaparecer completamente? vai até o teu encontro e e tu verás onde. ele sabe que não. não vai. não quer. só quer saber onde é, o encontro.
Trilha Sonora: Radiohead "No Surprises", "Bullet Proof... I Wish I Was"; Modest Mouse "Talking Shit About a Pretty Sunset".

Um comentário:

dwainprice95914141 disse...

I read over your blog, and i found it inquisitive, you may find My Blog interesting. My blog is just about my day to day life, as a park ranger. So please Click Here To Read My Blog